Todas

Às vezes ajuda não estar bem, e…

Se me conheces sabes que gosto de ver pessoas felizes, livre e realizadas. Gosto de inspirar pessoas a terem aquilo que querem. Eu acredito que a vida é feita de sonhos, ou objetivos. E esta é apenas a minha forma de ver a vida, foi o que eu escolhi para implementar na minha mente e o que me faz andar para a frente.

Estará certo? Não sei.

Estou sempre neste mindset de “vai correr bem”? Não.

Às vezes, os resultados desalinham-se com as expectativas e não fico bem. Às vezes ajuda-me não estar bem porque sei que aprendo algo com isso. O que hoje sei é que também não me ajuda ficar muito tempo aí.

Poderia falar aqui sobre o que são “maus resultados” ou o que é “não estar bem”, mas por hoje vou falar-vos de alinhamento pessoal. Aprendi, observando pessoas que tenho como resolvidas, que há 3 grandes pilares a trabalhar para atingir o sucesso pessoal:

Propósito: Será que sei porque é que faço aquilo que faço?
Potencial: Quais os meus pontos fortes?
Objetivos Pessoais e Profissionais: Estou em paz com a pessoa que sou e quero ser?

Às vezes não estamos bem porque não sabemos quem somos, às vezes porque não estamos a fazer o que se alinha com os nossos sonhos, outras vezes não estamos a colocar o nosso potencial em prática e isso cria uma sensação de versão falsa de nós.

Não estar bem é de facto bom, é sinal que tomamos consciência de que há algo a mudar. Quando me falam em “maus resultados” costumo questionar o que é um mau resultado e porque aquele em especifico é mau. Porque às vezes, o mau resultado que não nos deixa bem é uma resposta mágica que nos diz que o caminho não é por aí… e assim, podemos dizer que é um ótimo resultado, não é?

Desejo que tenhas o que queres, que sejas curioso/a sobre os resultados, que não te prendas ao que achavas que tinha de ser.

Às vezes ajuda não estar bem, aprende, agradece, escolhe quanto tempo queres ficar aí e o que aprendes com esse estado.

Tudo de bom,

Bárbara

Open chat