Coaching Desenvolvimento Pessoal

Ansiedade e Stress, no desporto e na vida

Quem sou eu para lá do medo, da ansiedade e do stress que por vezes me impede de estar bem comigo e viver o meu potencial?

A cada momento, o que é que quero? O que é que me nutre e me permite estar feliz?

O estudo da mente e comportamento humano une-se em várias áreas e cada vez mais acredito que todas elas se complementam. Do Coaching, à PNL, à psicologia, psicoterapia, psiquiatria ou neurociência a intenção é clara, estudar a mente e coloca-la a funcionar a nosso favor.

Estive numa formação de “Emoções e prática desportiva: stress e ansiedade” com Maria Krahe que serviu para aprender e consolidar tecnicas sobre ansiedade e stress, principalmente no desporto.

O que é importante ter consciência

A – “As emoções são a resposta a um estimulo real ou imaginário” – Yuri Hanin.

Assim, se a realidade que colocarmos à nossa volta for otimizada e se o que imaginarmos for possibilitador a nossa mente permanece saudável. Dito de outra forma, o que nós vemos provoca em nós uma reflexão e essa reflexão prova emoções no nosso corpo. Por vezes, não podemos escolher o que fica diante dos nossos olhos, mas muitas vezes podemos. Podemos decidir onde vamos e com quem estamos.

De forma a evitar situações de stress e ansiedade, emoções que condicionam o nosso bem estar devemos ser egotistas na escolha do nosso ambiente, do nosso grupo de influência e das pessoas com quem trabalhamos.

B – Podemos alterar o tempo que uma emoção permanece ativa

As funções psicológicas mais afetadas pelas emoções são a Motivação, a Atenção e a Concentração. Aumentamos a nossa motivação tendo bem presente porque é que o que queremos é mesmo importante, o que nos vai trazer de bom e como nos permitirá estar melhor no final. Sobre isso podem ouvir o meu episódio do podcast no spotify ou no youtube.

A Atenção desenvolve-se com foco respondendo às perguntas:

  • Onde estou agora? Quem sou eu para lá do querer mais, do medo, do stress, da pressão e da ansiedade?
  • Onde quero estar que me permitirá viver uma versão de mim da qual me orgulho?
  • Como faço para lá chegar? Do que é que preciso de me libertar de forma a viver mais plena no presente?

Concentração…: “Whereever you are, be there.” – Jim Rohn. Sobre concentração é basicamente isto, é saber estar no presente vendo a possibilidade de cada momento, as aprendizagens que podemos retirar daí. Escolhendo ler uma mente leve utilizando todas as formas ao meu alcance para estar bem.

C – O stress é uma combinação de factores

O stress cresce e diminui na relação entre o grau de importância que damos a uma situação e os recursos que achamos que temos para enfrentar essa situação.

Nas sessões de Coaching é o resgate de recursos que trabalhamos na maioria dos casos. Investimos em resgatar a serenidade, aumentar a concentração, desenvolvemos a confiança e (autoconfiança). Investimos em preservar a auto-estima, questionamos crenças e substituímos crenças que nos prejudicam por outras que nos ajudam.

É importante alinhar a nossa essência com aquilo que queremos para que o processo de descobrirmos o Eu que estamos a construir seja prazeroso, mesmo que duro, e para que no final estejamos plenos nesta vida. Não interessa ter mais se esse mais for só uma fuga à nossa real realidade. Resgata os teus recursos e diminuirás o stress.

D – A consciência e descrição sensorial são fundamentais

A consciência dos nossos movimentos, ações, reações e treino é fundamental para podermos melhorar. Viver na incosciencia não nos permite perceber o que aconteceu e o que nos faz sentir x ou y. É bom criar um hábito de estar atento a cada movimento do corpo, a cada reação a um estimulo, a cada pensamento limitador que sucede para depois observar o gatilho que o provocou e alterar… É importante saber e conseguir descrever o que aconteceu em cada treino, observar o nosso corpo respondendo às questões:

  • Como esteve a minha motivação?
  • Em que é que estive a pensar?
  • O que me distraiu?
  • De 0 a 10, como me senti motivado?
  • Qual o significado de x, y ou z?
  • Que 3 aspetos poderia retirar que me permitiriam sentir melhor e ter um diferente resultado?
  • Por que 3 outras ações ou pensamentos poderia substituir que me permitiriam sentir melhor e ter um diferente resultado?

Investe em ti

Trabalhar a mente ou um músculo é o mais ou menos o mesmo. Quando sentes que estás a começar uma lesão acredito que procures ajuda ou te cuides melhor… no caso da mente falamos a mesma linguagem, se algo não estiver bem, e sei que sabes do que escrevo, pede acompanhamento. Acredito que eu ou qualquer outro profissional tem como intenção ajudar e dar-te técnicas para estares sem stress ou ansiedade, no teu melhor.

Fica bem!